O divino Mestre.

O divino Mestre.
Eu sou o caminho, a verdade e a vida.

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

"Porfiai por entrar pela porta estreita..."


Entre tantas considerações sábias que nos deixou o divino mestre Jesus esta certamente é uma das mais ricas em sabedoria, pois denota um conhecimento profundo da psicologia humana e sua necessidade vital de comprometimento a uma transformação moral.

Atentemos para o “Porfiai”, isto é: esforçai, perseverai.

O mestre compreendia a necessidade do esforço pessoal e persistente da alma humana sem o qual não há progresso moral.

Ao recomendar entrar pela porta estreita o sublime mestre aponta o caminho verdadeiro, mas reconhece o comodismo, fraqueza, a má vontade humana sempre falaz e hedonista, o ser humano não procura a verdade e sim o que é simplesmente agradável e cômodo.

Quando dizemos acima que o divino mestre denotou um profundo conhecimento da psicologia humana é por que a natureza humana é demoníaca, todos têm um demônio interior que precisa de severa vigilância. A maioria não tem qualquer preocupação em manter em vigilância seus demônios, por isso, às vezes torna-se escrava de seus demônios, por vezes durante a vida inteira. O resultado é sempre dor, humilhações, pois nunca se cede ao mal sem consequências desastrosas para si. Por isso notamos na recomendação do mestre a solução a um problema antiquíssimo que remete a causas profundas desconhecidas: a origem do mal e sua permanência no mundo. Na verdade aconteceu uma tragédia cósmica de dimensões universais, toda a criação geme, sofre, chora até o dia da redenção universal. É por isso que a dor é companheira incessante de toda criatura vivente, a dor é a mestra redentora, purificadora, sensibilizadora e moralizante, um recurso eficaz utilizado por Deus para transformar os mais soberbos, frios e empedernidos corações.

É o evangelho um código universal de conduta moral, há ali a verdade pura, segredos que só o tempo revelará a uma humanidade melhor.

Dizem que o nascimento de Jesus envolveu todo o cosmo. Por aí podemos inferir da importância desse acontecimento.

É lamentável que tão poucos possam apreender o sentido verdadeiro da mensagem evangélica. A astuta e egoísta alma humana distorce a verdade a favor de mesquinhos, baixos e maldosos interesses humanos. Mas, pobre de quem desrespeita a lei de Deus, inconsequente e infeliz alma que atrai muitas dores para si.

O evangelho é luz, amor, verdade e vai um dia penetrar em todos os corações do mundo, pois assim é a vontade de Deus, e quem vai contrariar a vontade de Deus?

A pobre e infeliz humanidade está longe de poder reconhecer o sacrifício que o mestre Jesus fez por nós. Somente nos séculos futuros uma humanidade melhor vai compreender a sublimidade e todo o amor deste sacrifício.

É ao amor e ação do divino mestre Jesus que a humanidade deve sua redenção por todos os séculos.

Ao mestre vai nosso respeito, toda nossa admiração.

Ele é o caminho, a verdade e a vida...